Óleo Do Câmbio Automático: Você sabe se deve trocar ou não? Entenda!


Câmbio Automático

A preferência do motorista pelo conforto no veículo vem aumentando junto com o tempo gasto no trânsito, algo em torno de 45 dias/ano.

E quando digo conforto, estou me referindo à preferencia, principalmente, pelo câmbio automático.

Isto porque, de acordo com as grandes montadoras, 95% das pessoas que têm um carro automático não voltariam para o manual.

E aí, você faz parte deste grupo?

Sim?! Se você tem um carro com transmissão automática ou pretende ter um, aposto o prêmio da mega sena que, em algum momento, você fará a seguinte pergunta: Mas e o óleo de câmbio? É para trocar?

Mas, não se preocupe. Hoje nós vamos te ajudar!

Neste post você vai descobrir se realmente é necessário fazer a troca do óleo do câmbio automático. Confira!

#1 O que é um Câmbio Automático?

Cambio Automatico

De forma bem resumida, o sistema de transmissão automática tem autonomia para interpretar a relação entre velocidade e rotação do motor possibilitando as trocas de marcha de maneira automática.

É por isto que não há necessidade de utilizar o pé esquerdo, você não precisa passar a marcha de forma manual.

Leia mais em: Descubra como o câmbio automático funciona de uma vez por todas

#2 Afinal, devo ou não trocar o óleo do câmbio automático?

É aqui que a confusão começa. E antes de responder a pergunta acima, vamos contextualizar o assunto e colocar alguns pontos a serem levados em consideração:

  1. Como disse lá no início do texto, o paulistano passa, em média, 45 dias por ano dentro do carro

  2. O asfalto é de baixíssima qualidade

  3. Vias esburacadas

  4. Estradas não pavimentadas

  5. Alto índice de poluição e poeira

Leia mais em: Por que há tantos buracos em SP?

Recomendações do Fabricante

Sinto em lhe dizer que não existe um consenso entre os fabricantes.

Se você tem um Toyota SW4 ou um Peugeot 307 e olhar no manual, não achará nenhuma especificação ligada ao óleo de câmbio.

Mas, se você tem Hyundai i30, poderá confirmar que a recomendação no manual é para troca de óleo do câmbio a cada 30.000 quilômetros, por exemplo.

Estranho, não?

Prevenir ou Remediar? Troco ou não troco?

Após 40 anos de profissão, a recomendação do proprietário da Oficina Auto Kaneko, Hiromi Kaneko, é que se faça a troca a cada 40.000 a 70.000 quilômetros.

Isto porque, apesar de algumas fabricantes divulgarem o óleo "long live", o seu querido auto é submetido àquelas condições severas e adversas que citei anteriormente.

Ou seja, faça a troca de óleo do câmbio para prevenir qualquer dano pior ao sistema como um todo e ao seu bolso!

CONCLUSÃO

Sabemos que hoje os veículos estão sendo feitos com câmbios cada vez mais modernos e, por mais que a troca do óleo de câmbio pareça ser uma manutenção pesada, uma manutenção completa ou até mesmo um câmbio novo, sairá muito mais caro!

Antes de ler este post, o que você tinha em mente?

Aposto que você é cuidadoso (a) e não gosta de correr riscos desnecessários, não é mesmo?

Conte para nós nos comentários!

Diagnóstico Gratuito

Quer receber mais conteúdos como esse?