Você conhece os 5 maiores defeitos que podem aparecer no seu carro?


Oficina Mecânica - Auto Elétrico

Apesar de toda a relevância que um automóvel tem aos paulistanos, são poucas as pessoas que têm consciência dos maiores defeitos que um carro pode apresentar e ainda sabem identificá-los.

Digo isso porque o automóvel é o terceiro maior sonho de consumo do brasileiro e, segundo dados do departamento estadual de trânsito (Detran), são mais de 8.000.000 de veículos na frota de São Paulo.

Portanto, a cada dia que se passa, fica mais claro do quão importante é ter um veículo na vida do paulistano. seja para ir ao trabalho, usá-lo para tarefas cotidianas ou para te levar àquele lugar favorito, não é mesmo?

Mas não se preocupe, porque neste artigo vamos responder as seguintes perguntas:

  • Quais são os maiores defeitos que podem aparecer no seu carro (mesmo se for um 0km) ?

  • Como reconhecer se seu veículo está com destes defeitos?

​Ainda está aí? Confira!

Problema #1 : Defeitos no motor

Mecânica de Motor

Não é porque o motor é o coração do seu carro que ele estará imune de qualquer defeito.

Muito pelo contrário, o descuido com as manutenções periódicas e até mesmo a péssima qualidade do nosso combustível pode acabar danificando este conjunto tão importante (e ainda pode acabar saindo caro ao seu bolso).

A boa e velha troca de óleo, por exemplo, é um serviço fundamental para que se mantenha a vida útil e o bom funcionamento do motor.

É claro que deve ser realizada na periodicidade adequada: A 5 a 10 Mil KM ou a cada 6 meses, ok?

Além do mais, é bem comum carros semi-novos apresentarem graves problemas no motor com sintomas como:

  • Queima de óleo

  • Perda de potência

  • Superaquecimento

  • Falhas

[Descubra nessa entrevista dada à revista reparação automotiva como resolvemos o problema da queima de óleo acima da média em um VW Passat TSI]

Problema #2 : Defeitos no Câmbio

Oficina especializada em câmbio automático

O câmbio é uma parte essencial de qualquer carro, porque é através da transmissão que as rodas se movem. Por este motivo, o desgaste é algo natural e a manutenção é algo inevitável.

No entanto, a escolha de prevenir ou remediar é apenas sua. E é claro que manutenção preventiva sempre será a melhor escolha para o bem do seu veículo e de seu bolso.

A melhor parte é que o próprio carro costuma dar indícios de que está precisando de uma revisão no câmbio, portanto fique atento a esses sintomas:

  • Cheiro de queimado

  • As marchas não encaixam

  • Vazamentos de óleo

  • Trancos ao trocar de marcha automaticamente

  • Patinagem

  • O carro parece estar "fraco"

Boa parte desses defeitos podem ser sintomas de todos os tipos de câmbio, ok? Se você quiser ir mais afundo, fizemos um artigo bem completo sobre câmbios automáticos.

Problema #3 : Barulhos na Suspensão

Barulhos na suspensão

Depois de algum tempo de uso ou dependendo da (péssima) qualidade das ruas metropolitanas, barulhos que antes não existiam, passam a te incomodar.

E uma das grandes dificuldades dos barulhos é que se trata de uma questão subjetiva. Aqui mesmo, em nossa oficina, clientes se queixam de barulhos que, para nós, ás vezes, são imperceptíveis.

(Dica Bônus: Por este motivo, quando se tratar de algum barulho no seu carro, leve ao seu mecânico de confiança pessoalmente para descrever onde você escuta o ruído e em quais situações isto ocorre.)

Em grande parte dos casos, estes barulhos são provenientes do sistema de suspensão e, como também podem ocorrer em carros novos, fique atento!

Como por exemplo, no caso do Honda HR-V, relatado pela quatro rodas, ou no caso da BMW X1, relatado pela revista reparação automotiva, onde o problema dos ruídos chegou a incomodar os donos, mesmo com o carro praticamente sendo zero quilômetro.

Em suma, os ruídos do sistema de suspensão estão relacionados a determinadas situações como por exemplo:

  • Em Torções

  • Em Subidas

  • Ao frear levemente

  • Ao passar por valetas

  • Ao passar por lombadas

Problema #4 : Avarias na Direção

Direção Elétrica

A caixa de direção é responsável por transferir o giro do volante às rodas e, por mais que seja difícil apresentar algum problema, você, motorista, deve ficar atento a qualquer diferença que fuja dos padrões do seu carro:

  • Ruídos ao esterçar o volante

  • Volante duro

  • Volante Vibrando

  • Vazamentos

Em resumo, por mais que seja grande a durabilidade, se não houver cuidados - como evitar buracos - a direção será danificada e o prejuízo pode ser grande. E por estar associada diretamente a sua segurança, e se houver algum destes sintomas, você deve levar ao seu mecânico de confiança, caso ele seja especialista, imediatamente, tudo bem?

Problema #5 : Falhas Elétricas

Auto Elétrico

Você já deve imaginar do quão fundamental é o sistema elétrico para o bom funcionamento do seu carro, não é mesmo?

E quando há alguma falha na partida ou indícios de falha no sistema elétrico, logo jogam a culpa na bateria do carro. Você faz isso também?

Só que existem outros componentes que são tão importantes quanto a bateria e que, se danificados, além de te impedirem de dar partida, prejudicarão no bom funcionamento do seu veículo. Tais como: módulos, motor de partida, alternador, entre outros..

Aqui, na Oficina Auto Kaneko, os problemas elétricos mais comuns são:

  • Alternador queimado

  • Bateria descarregada

  • Problemas em módulos

  • Fusíveis queimados

CONCLUSÃO

Apesar do automóvel ser de suma importância para vida dos paulistanos, seja para usá-lo diariamente ou para aproveitar um fim de semana com a família, são poucas as pessoas que conhecem os maiores problemas que seu carro pode apresentar e ainda identificá-los.

Mas agora você faz parte desse grupo seleto de pessoas porque sabe quais são os maiores defeitos que podem aparecer no seu carro e como identificar.

Mas relembremos quais são os grandes problemas que seu veículo pode vir a apresentar:

  1. Defeitos no Motor

  2. Defeitos no Câmbio

  3. Barulhos na Suspensão

  4. Defeitos na Direção

  5. Falhas Elétricas

E você? Tem alguma dica para contar e ajudar as pessoas a evitarem problemas como os deste artigo? Deixe nos comentários!

Gostou do conteúdo? Tem algum dúvida? Coloque seu e-mail abaixo e receba em primeira mão mais artigos como este!

O quiz da revisão preventiva

Quer receber mais conteúdos como esse?